Segunda, 27 de Setembro de 2021
(92) 992559421
Anúncio
Brasil e mundo VAR

ENGENHEIRO ENTRA COM PROCESSO CONTRA A CBF, E AÇÃO PODE TIRAR VAR DO BRASILEIRÃO; ENTENDA

De acordo com o programa “Jogo Aberto”, da Band, uma decisão judicial sobre o caso pode sair a qualquer momento e, caso seja favorável ao engenheiro boliviano, há a chance do VAR ser suspenso no Campeonato Brasileiro e em outras competições.

30/06/2021 20h33
102
Por: Redação Fonte: colunadofla.com.

Criticado por uns, celebrados por outros, o VAR (árbitro de vídeo) corre o risco de ser retirado do Campeonato Brasileiro. Isso porque, um homem, que alega ser um dos criadores da ferramenta tecnológica, deseja ser reconhecido e moveu um processo na Justiça. A informação foi divulgada primeiramente pelo portal “Torcedores.com”.

 

O engenheiro boliviano Fernando Méndez Rivero é o autor da ação movida na 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro. Ele garante que a tecnologia do árbitro de vídeo, implementada pela FIFA e por demais federações, como a CBF, é oriunda de um projeto originalmente feito por ele em 2004, intitulado de ‘Proyevcto Piloto de Arbitraje Eletronico’.

 

De acordo com o programa “Jogo Aberto”, da Band, uma decisão judicial sobre o caso pode sair a qualquer momento e, caso seja favorável ao engenheiro boliviano, há a chance do VAR ser suspenso no Campeonato Brasileiro e em outras competições.

O requerimento para que seja considerado um dos co-autores do VAR é antigo por parte de Fernando Méndez Rivero. O boliviano acusa a CBF de ‘plágio’, pois segundo ele, a entidade enviou o projeto, com traços de sua criação original, à FIFA. Por isso, briga na Justiça para que a Confederação o reconheça como um dos ‘mentores’ da arbitragem de vídeo.

 
 

– A gente está cobrando a CBF porque ela se utiliza do VAR, ela que levou à Fifa, que a homologou e a introduziu no futebol. Tudo se originou da CBF. Ele (Rivero) sente que foi lesado, que foi um roubo intelectual e que o plágio da CBF é evidente -, disse Marcelo Pretto, advogado responsável pelo caso.

O advogado ainda alega que a CBF, através de um telefonema do ex-presidente Ricardo Teixeira, teria reconhecido o projeto de Fernando Méndez Rivero e feito elogios a criação do engenheiro. A entidade teria garantido que entraria em contato para viabilizar a tecnologia, porém, isso não ocorreu. Pelo fato do VAR utilizado pela FIFA ser semelhante ao que o boliviano registrou, Rivero decidiu entrar na justiça.

– A gente pede que o juiz declare o Fernando como autor, apesar de já ter o registro no órgão competente. A gente também pede indenização de ordem moral e patrimonial -, completou Marcelo Pretto.

Publicado em colunadofla.com.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Anúncio
Nhamundá - AM
Atualizado às 06h31 - Fonte: Climatempo
24°
Poucas nuvens

Mín. 24° Máx. 34°

24° Sensação
3.3 km/h Vento
82.2% Umidade do ar
83% (8mm) Chance de chuva
Amanhã (28/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 34°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quarta (29/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 25° Máx. 35°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias